Das coisas que se aprende a gostar mais tarde

Porque o paladar mudou, cresceu - o que é como quem diz já está menos esquisito o que por sua vez é como quem diz já come de tudo e não bufa ou porque oh, já agora o que é que ali fica a fazer aquele bocadinho ou porque finalmente aceitamos que nos faz bem. Pode não saber da melhor forma à primeira trinca, provocar uma daquelas caretas em que se torce a boca tipo avc acabadinho de sair e se fecha um dos olhos com muita força como quem tem o sol a bater forte na cara acabada de tirar da almofada e só não fecha os dois porque por acaso até está a andar e precisa de saber por onde vai mas (inspira)...depois, até com crepe de chocolate misturas brócolos.

Sem comentários:

Enviar um comentário