e a ti, minha querida amiga...

dá-me vontade de dizer que não suporto a ideia de seres humilhada, de te acomodares à relação que tens, de arrastares por tanto tempo a dor, mágoa, raiva e sei lá que mais, que sofro por te ouvir e não poder fazer nada, que estou farta disso mesmo porque a conversa é em modo repeat. se não estás bem, muda-te. parece forte, austero mas é assim mesmo que deve ser e foi isso que disse, a ultima coisa que disse e a que deve ser feita. e porque os filhos... os filhos, porra, crescerão felizes se tu estiveres feliz, tornar-se-ão homens equilibrados se a um equilibrio emocional te resolveres dar. e porque a casa... e porque o carro... e porque...o raio que parta. meros pretextos para continuar.


e porque acho que não ter sido ainda casada, junta ou mãe, não me impede de opinar, não me impossibilita de aconselhar, recomendar quem se quer ouvida, resumo:


Porque raio se há-de arrastar um relacionamento estéril quando se sofre com isso?

Sem comentários:

Enviar um comentário